top of page
Buscar

Renda de Bem-Estar na Cafeicultura Brasileira

RENDA DE BEM-ESTAR NA CAFEICULTURA BRASILEIRA PRIMEIRAS DESCOBERTAS DO ESTUDO SOBRE A RENDA DE PRODUTORES DE CAFÉ DE MINAS GERAIS E ESPÍRITO SANTO.

O material "Renda de Bem-Estar na Cafeicultura Brasileira: Primeiras Descobertas do Estudo sobre a Renda de Produtores de Café de Minas Gerais e Espírito Santo" apresenta os resultados preliminares de um estudo realizado nas regiões de Minas Gerais e Espírito Santo, no Brasil, com o objetivo de analisar a renda e os custos de produção dos produtores de café.


A iniciativa faz parte da Iniciativa de Ação Coletiva "Bem-Estar Social", que busca melhorar as condições de vida e trabalho na cafeicultura brasileira. O estudo aborda temas como diálogo, conscientização, educação sobre boas práticas sociais, condições de trabalho, e ações para promover o bem-estar dos produtores de café. Além disso, discute a importância de alcançar uma renda de bem-estar para os produtores e destaca as áreas de foco, como habitação, alimentação, água, vestuário, educação, saúde, lazer e transporte.


Os resultados indicam que uma parte dos pequenos produtores ainda não alcança uma renda de bem-estar, enquanto os produtores com extensões médias e maiores de terra apresentam melhores resultados. O estudo também destaca a vulnerabilidade climática enfrentada pelos cafeicultores e sua importância para o planejamento de ações futuras. Baixe o material completo aqui:

RENDA-DE-BEM-ESTAR-NA-CAFEICULTURA-BRASILEIRA_GCP_2023-1
.pdf
Download PDF • 23.85MB

Tags: Cafeicultura, Renda de Bem-Estar, Produtores de Café, Estudo, Minas Gerais, Espírito Santo, Condições de Trabalho, Bem-Estar Social, Custos de Produção, Desenvolvimento Sustentável, Vulnerabilidade Climática.

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page