top of page
Buscar

Plataforma promove alinhamento para avanço da Agricultura Regenerativa na cafeicultura brasileira

Atualizado: 10 de abr.





Um total de 50 pessoas, de 33 entidades diferentes – entre cooperativas, traders, exportadores, indústria torrefadora, órgãos estaduais de assistência técnica e extensão rural, associações, ONGs e outras – participaram do 4º Encontro de Agricultura Regenerativa da Plataforma Global do Café, realizado na sede da CATI, em Campinas. O evento encerra uma série de reuniões organizada pela Plataforma com o intuito de harmonizar os conceitos sobre a temática, considerada estratégica para mitigar os efeitos das mudanças climáticas nas propriedades cafeeiras e contribuir para a prosperidade de milhares de pequenos e médios cafeicultores no Brasil.


Durante o encontro, que contou com a participação ativa de membros e parceiros da Plataforma, foi apresentado ao grupo: 1) o conceito para Agricultura Regenerativa (AR), bem como 2) elementos para sua implementação, 3) as práticas de agricultura regenerativa e 4) indicadores de performance. Após a exposição de cada item, os participantes tiveram a chance de opinar e propor mudanças. O debate contou com a contribuição de especialistas convidados como Heitor Cantarella (IAC), Vitor Monseff (Ribersolo), Guilherme Chaer (Embrapa) e Antonio Zamuner (Universidade Federal de Catalão) e de cafeicultores de referência em agricultura regenerativa Marcelo Cocco Urtado (Fazenda Três Meninas) e Guilherme Foresti (Fazenda do Lobo).


O 4º Encontro sobre Agricultura Regenerativa encerra uma série de quatro reuniões sobre o tema, que teve início durante a SIC em Belo Horizonte, em novembro de 2023, e continuou no decorrer deste ano com a realização de um webinar e um Dia de Campo, sempre com a presença de pesquisadores e especialistas no tema, como Madelaine Venzon (Epamig), Guilherme Chaer (Embrapa), Heitor Cantarella (IAC), Teotonio Carvalho (UFLA), Victor Monseff (Ribersolo 3R LAB), Eduardo Trevisan (Imaflora) e Guilherme Petená (Rainforest Alliance).


Agora, a equipe da Plataforma irá compilar e analisar os dados coletados ao longo do processo. O conteúdo deve ser finalizado em maio e apresentado ao Conselho Consultivo Nacional (CCN), grupo estratégico da governança da Plataforma Global do Café, previsto para junho de 2024.


Com este material criado coletivamente, a proposta da Plataforma é ter uma referência para nortear as futuras ações de Agricultura Regenerativa na cafeicultura brasileira. O tema é uma das ações do Plano Estratégico da Plataforma Brasil, que tem como objetivo aumentar a resiliência a mudanças climáticas para assegurar a prosperidade de 95.000 pequenos e médios cafeicultores até 2030.



SAIBA MAIS:

A Plataforma Global do Café (GCP) é uma associação multistakeholder, que inclui produtores, traders, torrefações e varejistas de café, sociedade civil, associações, governos e entidades doadoras, unidos sob a visão de trabalhar coletivamente em prol de um setor de café sustentável. Os membros da GCP acreditam que a sustentabilidade é uma responsabilidade compartilhada, a fim de gerar prosperidade econômica para os produtores, melhorar o bem-estar e a conservação da natureza. A Plataforma visa alcançar mudança transformacional para 1 milhão de cafeicultores em 10 países produtores até 2030. No Brasil, as ações da Plataforma Global do Café são coordenadas pela P&A.


2 RELEASE_Agricultura Regenerativa_Plataforma Global do Café_2024
.pdf
Fazer download de PDF • 1.51MB

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Balanço do Agronegócio 2023

O Balanço do Agronegócio de Minas Gerais, elaborado, em sua 4ª edição, pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), apresenta os principais resultados da produção agrope

MANUAL DO CAFÉ / COLHEITA E PREPARO

O café é o principal produto da pauta de exportações do agronegócio de Minas Gerais. É um importante gerador de emprego, renda e, principalmente, um meio de vida para milhares de agricultores mineiros

Comments


bottom of page